Os animais têm mediunidade?
13 de setembro de 2019 por Ana Dantas

Você sabe o que é um médium? Médium é uma pessoa que serve como instrumento para a comunicação entre os espíritos e os seres do mundo real. Mas a questão é: os animais também possuem esse poder de mediunidade, ou seja, o diálogo entre os encarnados e os desencarnados?

Sim! Esses bichinhos têm a habilidade de pressentir acontecimentos ruins e, até mesmo, saber sobre a índole das pessoas ao seu redor, captando essa energia negativa para que não afetem as pessoas que lhes fazem bem, ou seja, seus donos e ou familiares. 

Isso porque os animais conservam a capacidade de enxergar espíritos com um olhar puro e verdadeiro, através de sua energia, conseguindo assim distinguir as referências que essas almas nos dão a cada contato.

Em “O Livro dos Médiuns”, Allan Kardec explica que os animais são espécies de codificadores espirituais. Porém, diferente dos seres humanos, agem instintivamente e se expressam por meio de sensações mais aguçadas e fiéis. 

Além disso, quando passam para o plano superior, ou seja, quando morrem, os bichos também evoluem e desenvolvem uma nova forma de comunicação. Tudo isso acontece de acordo com a ligação que tiveram com seus donos durante a passagem pela Terra, já que permanecem unidos nesse novo plano. 

Portanto, pode-se dizer que, a principal distinção entre o ser humano e os animais é apenas a capacidade de saber quando uma atitude é boa e quando é ruim, além da consciência das suas ações. 

Ambos têm a capacidade manter uma comunicação com os espíritos, só que com percepções diferentes. 

Quer saber mais sobre esse mediunidade? Em “Espiritualidade: A Nova Era” conto histórias sobre como o tema pode ser usado em prol da humanidade. Você também pode adquirir o seu através do link.

Já na trilogia da gata Bia, que começa com o livro “Se Bia Falasse…”, relato a história de adoção da minha gata e de seus seis filhotes. Três livros para você se aventurar nesse universo de amor e cumplicidade dos pets.