Quando morei nos Estados Unidos e em conversa com o meu pregresso namorado — americano — ao lhe dizer que o inglês não era a língua mais falada no mundo, mas sim o mandarim, ele ficou me olhando como se eu fosse uma leiga no assunto. Com sarcasmo sorriu da minha suposta sandice dita. Obviamente não me abalei com o ar de superioridade dele e pedi que ele pesquisasse na internet para ter conhecimento de causa e voltasse a argumentar comigo. Como era de se esperar, nunca mais ele tocou no assunto.

Talvez essa mesma percepção pode habitar o inconsciente coletivo dos mais desavisados, mas, de fato, até aqui, a língua mais falada mundialmente é o mandarim, utilizado na China. Seguido do espanhol, inglês, hindi, árabe e português. E, não por acaso, o nosso idioma está entre os mais falados no mundo, pois além de Portugal — responsável pela colonização do Brasil — outros países pelo mundo adotaram a língua portuguesa como idioma oficial ou dominante.

Ana Dantas
Meu amor pelo português
Riqueza portuguesa

A língua portuguesa se faz presente em todos os continentes: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor Leste e Guiné Equatorial. O Brasil além de ser o único país de língua portuguesa na América, figura como principal representante, uma vez que somos a nação com o maior número de falantes do idioma.

Curiosidades históricas e geográficas à parte, eu sou apaixonada pela riqueza, requinte e refino do nosso falar e escrever. Dizem que a nossa gramática é considerada uma das mais difíceis: repleta de regras e exceções a essas regras. Na esfera da literatura, o português é recheado de autores que tanto utilizam a linguagem culta, mais rebuscada, quanto a coloquial, mais utilizada no dia a dia.

Diversos fatos contribuíram ainda mais para o progresso do português brasileiro, como a vinda da família real (1808), as invasões francesas, alemãs, holandesas, inglesas etc. Além disso, atualmente recebemos contribuições chamadas de estrangeirismos. Mas, se voltarmos mais na origem do nosso falar e escrever, vamos nos deparar com o latim, língua oficial do antigo Império Romano.

Ana Dantas 
Meu amor pelo português

Apesar das versões clássica e vulgar do latim, o português originou-se do latim popular, que foi introduzido na península Ibérica pelos conquistadores romanos. Ou seja, língua do povão da época. E, como todo idioma, a língua é dinâmica. A variação linguística relacionada ao vocabulário usado em uma determinada época diz muito da sociedade e costumes de variados contextos, pois toda língua muda com o tempo. Basta lembrarmos que do latim, já transformado, veio o português, que, por sua vez, hoje é muito diferente daquele que era usado na época medieval.

Aqui eu conto um causo para ilustrar. Na década de 1970, minha tia recebia em sua casa um estudante americano para morar um ano, em sistema de intercâmbio — Bob, um querido. Bob aprendeu a língua portuguesa daquela época e por não visitar constantemente o Brasil, não se atualizou, em termos linguísticos.

Quando eu fui estudar na California — entre 2009 e 2010 —, tive oportunidade de me encontrar com ele e conversar por telefone. Por vezes, ria muito, pois Bob me fazia relembrar expressões idiomáticas “do arco da velha” (algo antigo), como: “Careta” (alguém conservador), “pão” (rapaz bonito), “cafona” (desatualizado, de mau gosto) entre tantas outras que eu já tinha me esquecido.

Ana Dantas
Meu amor pelo português
Miscigenação em permanente transformação

A língua é viva e está em constante mutação. E o português é híbrido, uma vez que hospedou muitos processos diferentes em vários momentos e contextos. Hoje é Dia da língua portuguesa, e, com tamanha diversidade, eu só poderia me expressar, declarando o meu amor pelo português, pois além de ser meu idioma materno, ele é um perfeito companheiro que me desafia todos os dias.

Para mim, é estimulante me dedicar aos recortes de um texto com meu coração, respeitando a heterogeneidade dos sotaques, bem como a variação e transformação do nosso falar e escrever. Sem trocadilhos ou pegadinhas, brindo infinitamente e presenteio cotidianamente meu amor pelo português. Axé!


14
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
8 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Rozeni Zelinski GanzerAna DantasJosé vitorio borellaAlexAna Dantas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Silvia prado
Visitante
Silvia prado

Lindo Ana!

María de Lourdes Ilges Simões
Visitante
María de Lourdes Ilges Simões

Discutir? Não sei.Só aplaudir

Andrea
Visitante
Andrea

Parabéns, muito bem escrito!!!!

Mariana Braga
Visitante
Mariana Braga

Perfeito seu texto! Arrasou! 👏👏👏

Alex
Visitante
Alex

Ótimo texto ! 👏👏👏👏👏

José vitorio borella
Visitante
José vitorio borella

Parabéns Ana, texto delicioso.
Abço.

Ana Dantas
Visitante
Ana Dantas

Gratidão pelo carinho José Vitorio!!!!

Rozeni Zelinski Ganzer
Visitante
Rozeni Zelinski Ganzer

A língua portuguesa é muito linda mesmo. Fiz um ano de Letras e Literatura e serviu para me encantar mais ainda. Quando puder quero voltar!! Nossa língua é digna de se aprofundar! Parabéns pelo texto Ana!!